EmDestaque.Net

Não dirija sua carreira pela esquerda

carros1

A menos que a empresa onde você trabalha seja muito, muito pequena, contentar-se com o mesmo cargo ou função por mais de dois anos talvez seja guiar pela esquerda.

Você já deve ter visto aquele motorista que está em um carro à sua frente em uma via rápida (aquelas com duas faixas no mesmo sentido), mas que insiste em trafegar na faixa da esquerda. Ele roda em uma velocidade segura, porém é mais lento que a maioria dos que estão atrás dele, que poderiam rodar em velocidade permitida, só que mais rápida. Desta forma, o motorista não ultrapassa ninguém, mas também não deixa ninguém ultrapassá-lo. E dessa forma vai criando insatisfação nos que estão atrás, porque não conseguem passá-lo.

E conforme a impaciência vai se acumulando os sinais são dados. Chegasse mais perto, esperando que o motorista enxergue pelo retrovisor que há carros próximos. Bem próximos! Dá-se sinal de luz. E nada. Por fim, alguns com a paciência totalmente esgotada, procuram uma brecha e fazem a ultrapassagem pela direita mesmo – o que é errado.

E como é comum, o motorista do carro lento olha para o carro que o ultrapassa pela direita e comenta: “Cara apressado! Não sabe que não é permitido ultrapassar pela direita?”.

Como esse tipo de motorista, há funcionários que não percebem o quanto atrapalham o fluxo normal das carreiras nas organizações e ainda acham que os demais é que estão muito apressados e errados.

É verdade que é comum ouvirmos reclamações, frequentemente com razão, sobre pessoas que atrapalham o crescimento profissional de outros usando métodos mesquinhos e até mesmo ilegais. Gente que trapaceia, joga sujo, ou que não perde a chance de passar uma rasteira em quem está em uma posição melhor do que ela. Encontrar uma pessoa dessa pela frente na vida profissional é triste!

Mas profissionais com o comportamento do motorista da faixa da esquerda também pode atrapalhar muito a vida profissional de outros fazendo exatamente o oposto, ou seja, não fazendo nada para atrapalhar – pelo menos conscientemente.

Há empresas que zelam pelo plano de cargos, e isto é bom. São aquelas empresas que vão subindo os profissionais de cargos conforme vão surgindo as vagas, sempre priorizando os profissionais que trabalham há mais tempo na empresa e que, preferencialmente já passaram pelos cargos abaixo do nível hierárquico da vaga existente. E isto é muito bom.

Infelizmente há situações em que você não avança na escada de posições da empresa porque a pessoa que está a sua frente também não avança. Não que não surjam vagas para ela, mas porque ela não é boa o suficiente para ocupá-las. Mas o pior é que se não são boas o bastante para subir na carreira, também não são ruim o suficiente para justificar uma demissão, ou seja, elas são excelentes para fazer exatamente aquilo que fazem e nada mais.

Se tiver dúvidas se você está guiando sua carreira pela faixa da esquerda, fique atento. Olhe pelo retrovisor e veja se há gente muito perto, de olho no lugar onde você está. Fique de olho nos sinais. E cuidado, para não ser ultrapassado pela direita. Não vai adiantar reclamar depois que você for ultrapassado.

Edson J. Araújo Filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *